terça-feira, 20 de setembro de 2011

(des)Apego

Se eu conseguir, eu levo prêmio. Tudo bem que você não é o último ser humano do mundo, mas se eu fizer uma limpa do meu coração você é o primeiro que irá continuar ali, bem ali. Tentar o desapego. Por que? Posso ter toda aquela mania de superproteção com aquilo que amo, posso querer saber todos os seus passos e ser responsável por todas as mensagens que você recebe, mas você pode enxergar que o desapego que queres é o desapego que nunca terás? A vida, as voltas, as curvas são feitas de elos, elos grandes e pequenos, uns mais fortes, outros menos fortes, elos que fazem de nós um só. Desapego tem o tal do apego na palavra e deve ser aí, nesse sufixo de merda, que nossas vidas não se desgrudam. Eu prefiro o tal do apego. Sem essa de sofrer antes, e morrer depois. Não tenho medo.

"Sou apego pelo que vale a pena e desapego pelo que não quer valer."


6 comentários:

Emiiile disse...

Inteligente demais esse texto. Adorei.

Victhória disse...

Adorei sua escrita, Manuella. Parabéns.

Manuella Trotta disse...

Obrigada, meninas!

Maysa Lobo disse...

Adorei muito seu blog, que ele seja de muito sucesso, viu?
Seguindo aqui, adorei mt ! Venha me visitar tbm:http://www.pensamentosdasgirls.blogspot.com/

beijos @maysa_lobo

Manuella Trotta disse...

Obrigada, Maysa! =)
Gostei muito do seu blog também, aliás, eu recomendo!

Andrezza Leal disse...

Hahaha.... êta menina apegada! Isso não é bom não eiin.... rs
Tá confundindo as coisas! Rs

Chataa ♥ tá escrevendo bem né, tirando esse m* aí rsrs... zoa! Beijo gata